Imagem capa - Liê e o encanto das jóias personalizadas por Fabricio Sousa
Fornecedores

Liê e o encanto das jóias personalizadas


Liê e seu ateliê encantador que fica no Rio Tavares   



Quando resolvemos casar, tínhamos a mesma idéia de como queríamos que fosse o nosso casamento. Queríamos tudo com uma pegada bem artesanal, como se feito em casa mesmo. Simples, rústico mas com muito sentimento. Queríamos que fosse único, desde o local até a escolha das lembranças que os convidados levariam. Como trabalhamos também fotografando casamentos, queríamos algo diferente do que já tínhamos visto… e acho que conseguimos! 







Seguindo essa vontade de uma celebração com ingredientes únicos, encontramos a Liê. Eu já seguia o perfil no instagram pois amava o feed dela. Gostava das referências, cores e composições que ela fazia com as jóias personalizadas que produz no meio. Queria uma aliança que fosse atemporal, simples e clássica! E as jóias que a Liê faz são exatamente assim. Uniu-se a isso o fato de que são jóia produzidas em pequenas séries, incentivando o consumo consciente e local, pois o ateliê dela fica aqui em Florianópolis, voilà… encontramos a aliança perfeita!


Quando fomos conhecer o ateliê, tivemos mais uma grata surpresa… ele fica dentro da WE PLANT atelier +flowershop que se tornou um dos meus lugares favoritos desta ilha! Mas isso fica pro próximo post que faremos aqui <3 



A Liê nos conquistou logo de cara! Além de ser uma excelente designer, é uma canceriana lindeza que sonhou conosco essa aliança do início até o momento de nos entregar o par que, agora, carregaremos conosco por muitos anos. 






O nosso encanto com ela foi tamanho que pedimos (e ela super topou!) pra entrevista-la pois queríamos contar sobre a empresa aqui no blog e, quem sabe, ajudar algumas noivas que estão procurando o par de alianças ideal também! 


A empresa surgiu da vontade da Liê de empreender, de ter o próprio negócio e trabalhar em algo que fizesse sentido pra ela que, por muitos anos, trabalhou em multinacionais que atuavam com produções em larga escala.

A vontade de trabalhar com jóias só se tornou realidade quando uma amiga comentou que abriria um ateliê em Joinville e, depois de muito pesquisar sobre e descobrir as várias linguagens de design que esse mundo novo poderia proporcionar, a Liê resolveu fazer um curso intensivo de 1 mês com a designer Lívia Canuto, no Rio de Janeiro, de onde voltou com a certeza de que era aquilo que ela queria fazer, apaixonada que estava!







Um quarto, uma bancada e vários finais de semana experimentando, testando e aprimorando técnicas, foi assim que a empresa teve seu início. 

A escolha pelo design minimalista aconteceu de forma natural, já que é marca registrada da Liê. “O minimalismo está em mim! Eu sou uma pessoa super minimalista, o meu olhar sempre vai pro que é mais simples, pro que é menos complexo”. Com descendência alemã e japonesa, ela acredita que essa mistura influencia sua escolha. “Eu faço as jóias que eu gosto de usar, isso que é legal num trabalho autoral”.

Liê aproveita para investir num mercado que, em sua maioria, não é minimalista. Ao criar peças simples e leves, mas sofisticadas, a designer consegue tornar o produto mais acessível. 

Depois de passar 5 anos trabalhando com produção em larga escala, a Liê resolveu adotar o slow design no seu negócio, o que torna seu produto artesanal.






O slow design é um movimento que procura induzir a reflexão tanto no processo de produção quanto no consumo. É um processo tão abrangente que inclui desde a pesquisa até o consumidor final e é importante que, se possível, toda a cadeia possa ser beneficiada já que a responsabilidade social é um de seus pilares. Tem um post no blog dela que explica melhor sobre o slow design e como ela o insere na produção das jóias.

Com peças que vão cuidadosamente do clássico ao que é tendência, o público que consome as jóias artesanais que a Liê produz é jovem, tem repertório cultural e sabe dar valor ao tipo de trabalho que ela desenvolve. Gostam de detalhes e jóias que foram criadas para elas.






O “debut” da marca no mercado de casamento, com a criação de anéis de noivado e alianças se deu por acaso, graças a encomenda de um amigo que queria presentear a futura noiva. Desde então, a designer tem recebido muitas outras solicitações para desenvolver jóias exclusivas para este momento. Um serviço único e totalmente personalizado, o que torna a jóia muito mais significativa.






Com a facilidade de poder vender os seus produtos através de um site e com um crescimento grande e totalmente orgânico nas redes sociais (instagram e fanpage no facebook) que utiliza para divulgar a marca, a designer nos contou que o seu maior público reside em São Paulo e ficou bem feliz de poder constatar que os pedidos vem justamente dos bairros que ela mais gosta, que é o sonho de muitos: criar pro público alvo e ter o reconhecimento deles.

São dois anos empreendendo no sonho de ter o próprio negócio e colhendo os prós e contras que esse caminho oferece. Na faculdade não preparam os alunos pra vida empreendedora e o dia a dia de quem quer seguir esse caminho é cheio de descobertas. A Liê nos contou que quando abriu o ateliê, ela viu que o design é só um pedacinho do processo já que ser sua própria chefe demandava muitas outras funções além da parte criativa. E nós, que também trilhamos o mesmo caminho que ela, sabemos bem disso!



A entrevista/bate papo/café da tarde terminou mas o ateliê e a Liê continuam no mesmo lugar-lindeza esperando por novas histórias de amor para transformar em jóias que serão eternas <3


Uma beijoca na ponta do nariz,


Isis