Imagem capa - 5 motivos para não ter vergonha em ensaios femininos sensuais por Fabricio Sousa

5 motivos para não ter vergonha em ensaios femininos sensuais

Falar de ensaio sensual é sempre muito delicado. É uma modalidade da fotografia que concerne à intimidade alheia e isso nunca será algo simples. Tange ao conceito da linguagem corporal em uma especificidade estática, evidentemente.

Antes dos primeiros cliques e capturas, faz-se necessário que haja a definição do estilo do ensaio a fim de que se obtenham as melhores expressões de você e de sua personalidade. Além disso, há toda uma preparação fundamental daquela que se dispõe a imagens de cunho tão privativo e profundo, simultaneamente. Maquiagem, cabelo, acessórios, entre outros elementos que farão parte da temática do seu ensaio.

A partir destes conceitos iniciais, separamos cinco motivos para que você se sinta totalmente à vontade durante um ensaio sensual. Vamos lá?


Seja espontânea


Exigir este quesito logo de cara pode parecer um pouco opressor, de fato, mas entende-se que a espontaneidade seja algo que vai se obtendo aos poucos, ainda mais em caso de possíveis sinais de timidez da figura fotografada. Além disso, a autenticidade conquista-se a partir de um bom relacionamento com o profissional que ali está registrando suas imagens. Trata-se, portanto, de uma questão de naturalidade, de saber que no momento da captura dos retratos há uma troca de energia entre os responsáveis presentes. Posteriormente, tudo indica que o trabalho irá fluir de uma maneira mais fruitiva. Não economize nas caras e bocas, as expressões dizem muito sobre o despojamento do ensaio.





Ouse nas poses


Muito cuidado para que não se confunda esta dica com vulgaridade. A postura é um fator muito importante e que diz muito sobre o objetivo do trabalho fotográfico. Como dito anteriormente, trata-se de uma linguagem corporal, portanto torna-se necessário que haja pluralidade de símbolos dentro do mesmo trabalho.

Vale lembrar também que esta dica não sugere que você se posicione como uma modelo profissional, mas sim que você se sinta segura a ponto de saber que está sendo observada como uma mulher real, sem muitas firulas, da maneira que você realmente é.


Tenha calma e leveza


O ensaio sensual demanda muito preparo psicológico. Em vista disso, procure orientações, se possível, com pessoas que já fizeram algum trabalho semelhante (em caso de primeira viagem), além de conselhos do próprio fotógrafo no que dizem respeito a recursos e astúcias. Esta dica, por fim, acaba se tornando o resultado da “soma” entre os dois itens anteriores, posteriormente convertendo-se em um elemento que servirá como guia no decorrer do trabalho fotográfico. Caso seja permissível, tenha um dia leve e transfira toda essa sutileza para as suas feições e comportamentos.


Sua beleza é única


Utilize referências, mas não se compare a ninguém. Sua beleza é única e intransferível. Seus traços e seus modos são exclusivamente seus. Sinta o poder que tens durante o ensaio, o resultado disso é a autoestima elevada, algo que será convertido em imagens vistosas e agradáveis para quem vê.


Fique à vontade para escolher o que quiser


Tenha sempre em mente que o ensaio é exclusivamente seu. Você é quem dita as regras, o que pode e o que não pode, além da escolha de elementos que te satisfaçam ou não. É o seu corpo que estará sob observações alheias. Exija tudo aquilo que fora dito em uma eventual conversa prévia, opine sobre correções e, após a realização do ensaio, escolha as imagens que correspondam com aquilo que desejou. A fotografia é eterna e pode marcar um determinado momento da sua vida. Resumindo: personalize!


Simplificando, saiba que você não precisa se preocupar com formalidades estéticas. Você só precisa se amar sem pensar em eventuais imperfeições físicas que qualquer ser humano possui. É uma experiência de autoconhecimento que fará com que você obtenha uma nova ótica sobre si mesma.

Ah, e claro, não esqueça de uma boa noite de sono antecedente ao ensaio, além de muita hidratação e de cuidados básicos de saúde. Sentir-se bem vem de dentro para fora, lembre-se sempre disto.